As danças latinas têm um movimento característico, muito mais vibrante e erótico do que as danças européias. Por isso, se você é tímido(a), prepare-se para modificar sua vida aprendendo uma série de exercícios que além de proporcionar total liberdade de movimentos, servirão para aquecê-lo antes de iniciar a dança.

A grande diferença entre as danças latinas e as européias tradicionais é que as latinas utilizam muito mais o movimento dos ombros, do tórax e da pélvis. Estas partes devem mover-se independentemente do resto do corpo, isto é, sem provocar tensões ou movimentos reflexivos em outras áreas. Para aquecer os ombros, mantenha as pernas ligeiramente separadas, aproximando os calcanhares e afastando a ponta dos pés, e deixe os braços soltos ao lado do corpo. Eleve o ombro direito lentamente e, em seguida, o esquerdo. O movimento deve partir do deltróide, músculo que envolve a articulação do ombro, sem estirar os músculos do pescoço. Repita esse procedimento até poder realizá-lo comodamente.

No próximo passo, faça com que toda a articulação do ombro direito gire para frente. Depois será a vez do ombro esquerdo. Se você sentir uma pequena dor ou uma tensão debaixo do queixo, é sinal que não conseguiu um movimento totalmente independente. Repita este exercício várias vezes e depois faça o mesmo movimento para trás.

Para aquecer o tórax, separe ligeiramente as pernas (pouco menos de um metro), abra os braços na altura do ombro (como se estivesse simulando um vôo) e, sem girar, nem deslocar o tórax para baixo, balance os braços para a direita e depois para esquerda, fazendo com que o ombro fique na mesma direção do pé correspondente, e descansando o peso do corpo. Mantenha os braços paralelamente em relação ao chão, para não inclinar o tórax. Este exercício é adequado para duas partes do corpo: a cabeça, que deve permanecer reta, e as vértebras da parte inferior da costas, que devem ser treinadas para o movimento lateral, evidentemente, tomando sempre muito cuidado para não forçá-las.

Para aquecer a pélvis, separe ligeiramente as pernas, flexione levemente os joelhos, deixe os pés em paralelo e os braços ao lado do corpo. Comece a mover a pélvis para frente e para trás – o objetivo deste exercício é separar o movimento da pélvis do resto do corpo. Por isso, é imprescindível evitar qualquer movimento do tórax ou dos joelhos quando expandir ou retrair a pélvis.

Para conseguir um movimento lateral mais fluente, faça o mesmo exercício para a direita e para a esquerda: o peso do corpo se deslocará sobre o pé correspondente. Quando os movimentos de avanço/recuo e direita/esquerda se tornarem cômodos, você deverá uní-los em um único movimento circular da pélvis, em ambos os sentidos, fundindo sem esforço aparente os movimentos aprendidos. Os exercícios serão mais eficazes se realizados com o acompanhamento dos diferentes ritmos latinos, passando naturalmente de um para outro. Você perceberá que a medida que praticar os exercícios com desenvoltura, será muito mais fácil dançar os diferentes ritmos latinos, já que todos têm esses movimentos em comum.

Dicas e normas

Nas danças latinas é fundamental executar cada passo, primeiro com a ponta dos pés: quando abaixar o calcanhar de um determinado pé, o peso do corpo deve ser transferido para o mesmo. A transferência de peso é um dos aspectos fundamentais das danças latinas, especialmente na rumba, entre os tempos 4 e 1, quer dizer, entre o final de um passo e o início do próximo. Quanto a rumba, o corpo deve incorporar-se à originalidade da dança. Os movimentos dos braços devem proporcinar a sensação de partir do centro do corpo e ao mesmo tempo ser o resultado de todos os movimentos do corpo. Os pés devem deslocar-se p’roximo ao chão. O movimento de agachamento é realizado pelo quadril, e nunca dando saltos. Um erro frequente entre os aprendizes é realizar um giro para observar os movimentos do(a) parceiro, quando estão dançando de costas um para o outro. Neste passo é necessário manter o rosto voltado para frente.

No tango, o passo da dúvida – balanço para frente e para trás – será útil para evitar a colisão com outro casal, ou também para girar e ganhar um pouco de tempo para preparar o próximo passo.